Notícias

Animações digitais da Pixar podem ser vistas no Rio e Belo Horizonte


Embora esteja há quase 40 anos no mercado de animação digital, ainda há muita criança e muito adulto que não viu nenhuma produção do estúdio Pixar no cinema mas só em DVD, blu-ray (disco óptico, alternativa do DVD) ou no streaming (transmissão de conteúdo online). A mostra A Magia dos Pixels – Espelhos Animados da Realidade é o momento de as crianças assistirem as produções no cinema e os adultos reverem seus filmes prediletos. “Porque é muito difícil os clássicos da Pixar passarem novamente na tela grande. Então, (a oportunidade) é especial”, comentou, em entrevista à Agência Brasil, um dos curadores da exposição, Eduardo Reginato.

A mostra começa nesta quarta-feira (20) simultaneamente nos centros culturais Banco do Brasil no Rio de Janeiro (CCBB RJ) e em Belo Horizonte e vai até o dia 16 de outubro, seguindo depois para São Paulo (de 4 a 30 de outubro). A exposição já esteve em Brasília nos meses de julho e agosto. Os ingressos para as sessões de cinema no CCBB RJ custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada) e podem ser adquiridos na bilheteria física ou no site do CCBB, a partir das 9h do dia da sessão. No dia 12 de outubro, aniversário do CCBB RJ e Dia das Crianças, a entrada será gratuita. As demais atividades são gratuitas para todo o público e os ingressos devem ser retirados uma hora antes do início de cada atividade na bilheteria do CCBB RJ.

Programa

Serão apresentados 22 longas-metragens, seis curtas e o documentário A História da Pixar, produzidos pelos estúdios Pixar. Os filmes serão exibidos em cópias dubladas para atender principalmente as crianças. Na estreia da mostra, haverá um debate com a atriz dubladora Miriam Ficher e o crítico de cinema e pesquisador Luiz Baez, com mediação de Eduardo Reginato. A programação completa pode ser acessada aqui.

18/09/2023, Cena do filme Procurando Nemo. Mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto: Disney/Pixar

Cena do filme Procurando Nemo, apresentado na mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto Disney/Pixar

Nos dias 23 de setembro e 14 de outubro, haverá a Oficina Lúdica para Crianças, com o animador de filmes Alexandre Juruena, na qual os participantes aprenderão a esculpir e modelar com diversos materiais, como argila e massinha, bonecos inspirados em personagens do universo Pixar. As crianças verão que o processo de animação digital utiliza diversas técnicas que envolvem desde desenho, pintura, modelagem, até chegar ao software (programa de computador). Haverá também sessões com recursos de acessibilidade nos dias 25 de setembro e 4 e 9 de outubro.

Cosplayers caracterizados de personagens dos filmes da Pixar estarão passeando pelo CCBB RJ nos dias 30 de setembro, 7 e 12 de outubro e tirando fotos com o público. São eles respectivamente, Merida, do longa Valente; Violeta, Edna e Flash, do filme Os Incríveis; e Jessie e Wood, de Toy Store. Cosplayers são pessoas que usam fantasias e acessórios para representar um personagem específico. Haverá ainda uma sessão comentada de Divertida Mente pelo curador Fabrício Duque, no dia 27 de setembro.

O começo

A Pixar Animation Studios é um estúdio americano de animação por computador com sede em Emeryville, na Califórnia. Sua história começou em 1976 como parte da divisão de computadores Lucasfilm, do diretor e produtor cinematográfico George Lucas, criador das franquias Star Wars e Indiana Jones. “O sucesso de Star Wars foi tão grande que ele começou a desenvolver a ideia de aliar efeitos especiais com animação digital. Depois de um tempo, montou uma equipe para trabalhar com animação digital”, relatou Eduardo Reginato. O primeiro curta-metragem produzido pelo grupo foi As Aventuras de André e Wally B., dirigido por Alvy Ray Smith.

18/09/2023, Cena do filme Valente. Mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto: Disney/Pixar

Cena do filme Valente, apresentado na mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto Disney/Pixar

Lucas buscou então um investidor e acabou vendendo o setor de animação para Steve Jobs, cofundador da Apple, que se tornou acionista majoritário. O primeiro curta tendo Jobs como investidor foi Luxo Jr. (1986), dirigido por John Lasseter, no qual um pequeno abajur tenta se divertir com um novo brinquedo, mas não consegue entender direito como ele funciona. Enquanto isso, o abajur maior se diverte observando. “A luminária acaba virando, depois, a marca registrada da Pixar”, comentou o curador. Atualmente, a Pixar pertence aos estúdios Disney, que a comprou em 2006.

Reginato informou que o primeiro curta de animação digital a ganhar o Oscar foi Tin Toy (1988), dirigido também por John Lasseter, que narra a rotina diária de um brinquedo de lata, que é interrompida por um bebê intrometido que o persegue. Esse curta deu origem ao longa Toy Store, em 1995, que conta as aventuras do caubói Woody e do astronauta Buzz Lightyear, que competem pela atenção de Andy, o dono dos brinquedos. “Esse foi o primeiro longa de animação digital da história do cinema. O título não foi do brasileiro Cassiopeia, de 1996, por uma diferença de seis a sete meses”, destacou Reginato.

O curador lembrou que a mostra é independente e não está relacionada às comemorações do centenário dos estúdios Disney.

Afetividade

“A ideia da mostra é expor os espelhos animados da realidade. Porque o que faz a aproximação do público infantil e adulto com a Pixar é o fato de eles conseguirem pegar vários elementos da realidade das crianças e dos adultos, às vezes complexos, desde o luto, a morte, a inveja, a intolerância, o preconceito, o etarismo, e trabalhar todos esses elementos de forma lúdica para colocar, para todos, pontos de reflexão. Você tem contato com certos temas tabus, difíceis, e tem ali uma reflexão humanística e afetiva. É uma forma de ver o mundo, de ter esperança sobre esse mundo, de maneira mágica, intensa”, afirmou o curador.

Um exemplo é UP Halter, que é uma ode à boa idade e contra o preconceito em relação aos mais velhos. Outro é Wall-e, que traz mensagem pela união das pessoas contra a devastação do meio ambiente. O próprio Toy Store fala sobre diferenças, perdas, luto, da mesma forma que Procurando Nemo. No longa Valente, a Pixar aborda o protagonismo feminino e a luta contra os padrões patriarcais.

“Essa é a magia da Pixar. A realidade é difícil, mas para tudo há uma solução afetiva, passível, desde que se tenha amor, união, compreensão”. Eduardo Reginato disse que uma coisa que está presente em todos os filmes da Pixar e que o mundo não tem é “você olhar para o outro; ver o outro não como um inimigo ou alguém diferente, mas como um igual e que, a partir da união, o mundo se modifica para melhor”.

18/09/2023, Cena do filme Monstros SA.. Mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto: Disney/Pixar

Cena do filme Monstros SA., apresentado na mostra A Magia dos Pixels, no CCBB RJ. Foto Disney/Pixar

Ele ressaltou que a animação digital une arte e tecnologia de forma muito intensa e interessante. Cada elemento da arte e da tecnologia é feito de modo preciso. O homem que administra a Pixar até hoje, John Lasseter, assegura que o mais importante é a história. “Se você dá atenção à história, cria mais uma animação sensacional”. Segundo Lasseter, a história tem que tratar o público com respeito e, ao mesmo tempo, respeitar a inteligência desse público, seja ele infantil ou adulto.

Catálogo

A mostra Magia dos Pixels: Espelhos Animados da Realidade oferece gratuitamente um catálogo em PDF, que já pode ser baixado no site da exposição. Haverá também o catálogo impresso, em número limitado, que poderá ser trocado por dez ingressos de filmes diferentes. A publicação conta toda a história da Pixar e dos filmes que estarão na mostra.

Os curtas-metragens que serão exibidos são As Aventuras de André e Wally B. (1984); Luxo Jr. (1986); O Sonho de Red (1987); Tin Toy (1988); Knick Knack (1989); O Jogo de Geri (1997). Entre os longas-metragens estão incluídos Toy Story (1995); Vida de Inseto (1998); Toy Story 2 (1999); Monstros S.A. (2001); Procurando Nemo (2003); Os Incríveis (2004); Carros (2006); e Ratatouille (2007).

Por Agência Brasil

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo