Saúde

Homem Morre de Leptospirose no Vale do Taquari Após Enchentes

Resumo

A morte por leptospirose em Travesseiro destaca a importância de medidas preventivas e de resposta rápida para enfrentar os riscos de saúde pública em regiões afetadas por enchentes. Manter a vacinação em dia, garantir a higiene alimentar e tratar imediatamente os casos suspeitos são essenciais para proteger a população.

Homem Morre de Leptospirose no Vale do Taquari

Um homem de 67 anos morreu de leptospirose no município de Travesseiro, localizado no Vale do Taquari, uma das regiões mais afetadas pelas recentes enchentes no Rio Grande do Sul. A morte ocorreu na sexta-feira (17), mas só foi confirmada pela secretaria municipal de saúde neste domingo (19). O governo do estado aguarda confirmação laboratorial do óbito.

Riscos da Leptospirose

A leptospirose é uma das principais preocupações das autoridades de saúde em situações de enchentes, devido ao alto risco de contaminação. A doença é causada pela bactéria leptospira, presente na urina de roedores, e é geralmente adquirida pelo contato com água ou solo contaminados.

Sintomas da Leptospirose

Na fase inicial, os pacientes podem apresentar:

  • Febre igual ou superior a 38 ºC
  • Dor na região lombar ou na panturrilha
  • Dor de cabeça
  • Conjuntivite

Os sinais de alerta para a gravidade da doença incluem tosse, hemorragias e insuficiência renal.

Tratamento

O Ministério da Saúde orienta que os casos suspeitos de leptospirose no Rio Grande do Sul devem receber tratamento imediato, utilizando substâncias e medicamentos específicos para evitar o desenvolvimento da doença.

Outras Doenças Relacionadas às Enchentes

Além da leptospirose, outras doenças podem surgir durante enchentes:

  • Tétano: Pode ser causado por cortes e machucados que permitem a entrada da bactéria, encontrada em objetos de metal, madeira, vidro ou no solo. Juliana, especialista em saúde pública, ressalta a importância de manter a vacinação contra tétano atualizada e buscar atendimento médico em caso de lesões.
  • Hepatite A: Transmitida principalmente por alimentos contaminados. É recomendado não consumir alimentos que tenham tido contato com a água da inundação ou lama, incluindo alimentos embalados, enlatados e perecíveis como frutas, legumes e verduras. Se possível, filtre e ferva a água antes de beber.

Medidas Preventivas

Diante do cenário de enchentes, é crucial adotar medidas preventivas para minimizar o risco de doenças:

  • Vacinação: Mantenha as vacinas, especialmente contra tétano, em dia.
  • Higiene Alimentar: Evite consumir alimentos que tenham entrado em contato com água de enchentes e assegure-se de que a água para consumo seja filtrada e fervida.
  • Cuidados com Lesões: Busque atendimento médico imediato para qualquer ferimento que possa ocorrer durante a limpeza ou reconstrução após as enchentes.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo