Notícias

Justiça do Rio solta delegado envolvido em exploração de jogos de azar


A Justiça do Rio de Janeiro revogou, nessa sexta-feira (18), a prisão preventiva do delegado da polícia civil Marcos Cipriano. Ele foi preso no dia 10 de maio do ano passado, durante a Operação Calígula, que investigou a exploração ilegal de jogos de azar pelo bicheiro Rogério Andrade.

A decisão da 1ª Vara Criminal Especializada do Rio é assinada pelo juiz Richard Robert Fairclough, que acolheu pedido da defesa e determinou ao delegado o cumprimento de medidas cautelares.

Isonomia

Na decisão, o magistrado escreveu: “Considerando o fim da instrução, e, por isonomia em relação aos demais réus em situação similar, não se justifica mais a prisão preventiva do réu Marcos Cipriano, sendo suficiente para garantir a ordem pública cautelar diversa, qual seja, monitoramento eletrônico e recolhimento noturno”.

Na decisão, o juiz determinou que Cipriano ficará liberado para sair às ruas das 6 da manhã às 20h, e, depois desse horário, deverá estar em casa. A medida vale também para os fins de semana e feriados.

Por Agência Brasil

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo