Notícias

Operação combate grupo que furta combustível da Transpetro


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) e a Polícia Civil deflagaram nesta quarta-feira (26) uma operação contra empresas e organizações criminosas que furtam combustível de oleodutos da Transpetro. Foram expedidos 47 mandados de busca e apreensão em diversos municípios do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

Foram denunciadas 27 pessoas à Justiça pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Todas acusadas de furto qualificado, organização criminosa e corrupção.

A Operação Exagogi, que significa extração em grego, também tem como objetivo identificar empresas que adquirem o produto desviado.

As investigações tiveram início em 2019, quando os agentes receberam denúncias e informações sobre três caminhões que transportavam óleo bruto furtado no bairro Beira da Lagoa, no município de Quissamã, região norte fluminense. Agentes da Polícia Militar encontraram duas carretas com o produto no local e os motoristas confessaram o crime. Onze pessoas foram presas. O grupo criminoso, segundo a polícia, contava com um especialista que instalava a mangueira nos dutos onde os combustíveis eram furtados.

Transpetro

A Transpetro informou, em nota, que é vítima das ações criminosas e que colabora com as investigações. A empresa reforçou que o roubo de combustível em oleodutos pode trazer riscos para a segurança das pessoas e do meio ambiente, como vazamentos, incêndios e explosões. E que somente com equipamentos e funcionários especializados é possível garantir a extração e transporte eficientes dos combustíveis.

A companhia pediu que moradores vizinhos aos oleodutos ajudem no combate aos furtos, ligando para o número 168 para denunciar qualquer movimentação suspeita. O serviço telefônico é gratuito e funciona diariamente, durante 24 horas.

Por Agência Brasil

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo